Logo Blog
Mês: fevereiro 2018
  • Fernando Ramos
  • 28/fev/2018

PIO XII-MA: Sistema SAF reúne-se com Sindicatos de Trabalhadores Rurais da Região do Médio Mearim

CYMERA_20180227_203745

Na tarde desta terça-feira (27), após cumprir agenda na região da Baixada Maranhense, na cidade de Pinheiro, integrantes do Sistema SAF reuniram-se com representantes de Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTRs da região do Médio Mearim, no município de Pio XII.

Na ocasião, o secretário de Estado da Agricultura Familiar – SAF, Adelmo Soares reuniu-se com a presidência da Fetaema, o encontro teve como objetivo principal dialogar com o Governo do Estado para o fortalecimento de políticas para a agricultura familiar do Médio Mearim.

Participaram desse importante diálogo entre o Poder Público e os Movimentos Sociais, representantes de STTRs de catorze municípios:

  • Alto Alegre
  • Arame
  • Arari
  • Buriticupu
  • Bom Jardim
  • Bela Vista
  • Satubinha
  • Santa Inês
  • Monção
  • Vitória do Mearim
  • Pindaré-Mirim
  • São João do Carú
  • Igarapé do Meio
  • Pio XII

Presentes, pelo Sistema SAF, o secretário da SAF, Adelmo Soares; o secretário adjunto, Chico Sales; os superintendentes da SAF, Loroana Santana e Pedro Belo; e o extensionista da SAF, José Mesquita.

Também presentes, o presidente da Fetaema, Chico Miguel; junto aos secretários Lina Soares, Antônio Sorriso; Chatéo Brian, além das coordenadoras regionais de Pindaré, Índia e Deusa.

  • Fernando Ramos
  • 28/fev/2018

PINHEIRO -MA: Sistema SAF reúne-se com Sindicatos de Trabalhadores Rurais da Baixada Maranhense

IMG-20180227-WA0523

Na manhã desta terça-feira, 27, o Sistema SAF reuniu-se com representantes de Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTRS da região da Baixada Maranhense, no município de Pinheiro.

O encontro, articulado pela Coordenação Regional da Fetaema, teve como objetivo _dialogar com o Governo do Estado para o fortalecimento de políticas para a agricultura familiar da Baixada.

Participaram desse importante diálogo entre o Poder Público e os Movimentos Sociais, representantes de STTRs de treze municípios:

  • Pinheiro
  • Presidente Sarney
  • Palmeirândia
  • São João Batista
  • Cururupu
  • Serrrano
  • Guimarães
  • São Vicente de Ferrer
  • Central do Maranhão
  • Cajapió
  • Santa Helena
  • Apicum-Açu
  • Peri-Mirim

Presentes, pelo Sistema SAF, o secretário da SAF, Adelmo Soares; o secretário adjunto, Chico Sales; o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça; os superintendentes da SAF, Loroana Santana e Pedro Belo; o gestor da Agerp de Pinheiro, Alexandre Frazão; e o extensionista da SAF, José Mesquita.

Também presentes, o diretor da Fetaema, Joaquim Alves e odeputado Estadual, Bira do Pindaré.

 

  • Fernando Ramos
  • 28/fev/2018

Othelino Neto recebe visita do secretário de Agricultura Familiar

IMG-20180227-WA0206

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (AL), deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, na tarde desta segunda-feira (26), em seu gabinete, o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, com quem discutiu programas em execução pela pasta, conforme diretrizes do governo Flávio Dino.

“Conversamos a respeito dos programas da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e também sobre algumas ações a serem postas em prática este ano. Foi uma conversa extremamente positiva. Nós temos observado que o governo Flávio Dino investe bastante nesse setor. O secretário Adelmo Soares está desempenhando um bom trabalho para o fortalecimento da agricultura familiar no Estado. O governo Flávio Dino, entre outras coisas, valoriza o homem do campo e investe em capacitação”, ressaltou o deputado.

“O governo Flávio Dino mostra-se atuante na área da agricultura familiar, pois as ações são variadas. Com relação à Assembleia Legislativa do Maranhão, frisamos que o presidente Othelino Neto tem sido receptivo para com as nossas demandas. Todos os projetos oriundos do Executivo que dizem respeito à agricultura familiar tramitam com muita agilidade no parlamento estadual”, falou o secretário Adelmo Soares.

O secretário afirmou ainda que vários programas e ações estão em andamento. “No fim de semana, por exemplo, promovemos o ‘Dia D do mais IDH’, com a entrega de sementes selecionadas. No próximo dia 23, teremos vasta programação voltada para o trabalhador rural”, anunciou.

IMG-20180227-WA0207

  • Fernando Ramos
  • 26/fev/2018

Dia D Mais IDH: Governo do Maranhão promove ações e entrega benefícios em povoado de Aldeias Altas

2018-02-26_17.53.27

Nos dias 24 e 25 de fevereiro o Governo do Estado do Maranhão promoveu mais uma edição do Dia D MAIS IDH, que faz parte do Programa Mais IDH, que atende 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Maranhão.

Sábado, 24 de Fevereiro, equipes do Governo do Maranhão foram até o povoado Tabocas, em Aldeias Altas, para realizar ações governamentais.

Nas ações foram entregues 32 casas através do programa Minha Casa, Meu Maranhão, diversos insumos agrícolas para agricultores familiares da região e realização de exames rápidos e precisos através da Força Estadual de Saúde – FESMA.

A agricultora Antônia de Maria, 49 anos, beneficiada com o recebimento de sementes agrícolas, comentou sobre o quanto isto significa em sua vida.

“Estas sementes irão me ajudar bastante na minha área de plantação. Estou muito contente porque recebi estas sementes e gostaria de agradecer a todos do Governo que me proporcionaram isto. Fiz exames de saúde também, estou muito feliz”, disse emocionada.

O secretário do Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF), Adelmo Soares, comentou sobre a importância das ações.

“O Dia D é um marco do governo Flávio Dino, hoje, aqui em Aldeias Altas, nós realizamos entregas de casas, insumos agrícolas, atendimentos de saúde e anunciamos a criação de duas casas de farinha que vão beneficiar a vida dos cidadãos maranhenses. Estas ações trazem dignidade e melhoria para a vida de milhares de famílias maranhenses”, pontua, Adelmo Soares.

Além do secretário de Estado da Agricultura Familiar – SAF, estiveram presentes a secretária de Estado das Cidades, Flávia Alexandrina, o secretário de Comunicação, Márcio Jerry, além de técnicos do Plano Mais IDH da SAF e demais secretarias do governo.

O prefeito de Aldeias Altas, Zé Reis, comentou sobre as ações.

“São várias ações, muitas secretarias envolvidas e o grande prazer de realizar esta parceria entre governo do estado do Maranhão e governo municipal. Temos muito que agradecer porque hoje Aldeias Altas ganhou a criação de duas Casas de Farinha. Quero agradecer ao governador Flávio Dino, pelas ações do Dia D Mais IDH, que estão transformando vidas e fazendo o povo viver melhor”, afirmou.

Ao todo foram 10 municípios maranhenses contemplados com mais esta etapa do Dia D.

  • Fernando Ramos
  • 26/fev/2018

Maranhão- Comunidade indígena recebe pela primeira vez Dia D do Mais IDH

2018-02-26_16.53.23

Neste sábado, 24, setenta e cinco famílias da aldeia Cacimba Velha, cerca de 450 indígenas, localizado no município de Jenipapo dos Vieiras, tiveram a oportunidade de ter um dia diferente: receberam diversas ações do Dia D do Mais IDH. Essa é a primeira vez que o evento acontece numa comunidade indígena. O município recebeu cisternas escolares e para produção, kits esportivos, atendimento da Força Estadual de Saúde e muito mais.

Durante a ação foi entregue 07 cisternas de 25 mil litros, que destina água para produção de alimentos, permitindo que as famílias produzem mesmo no período de estiagem. Ao todo serão 175 cisternas para o município de Jenipapo.

Segundo o beneficiário, Francisco Guajajara, de 34 anos, a dificuldade de água era grande. “A gente andava 2 km para pegar água no balde. Agora com a cisterna a gente tem bastante água, só tenho a agradecer por essa oportunidade”, pontuou.

“Este é o primeiro dia D do Mais IDH realizado numa comunidade indígena. Isso mostra o compromisso desse governo de mudança, onde as ações não chegam apenas para a população das sedes dos municípios, mas está chegando também nas comunidades. O Dia D deste evento vem reforçar o trabalho que a gestão vem realizando na garantia de cidadania e direitos”, enfatizou, Luciene Dias Figueiredo, secretária adjunta de Extrativismo, Povos e Comunidades Tradicionais da SAF.

Na oportunidade foi entregue também uma cisterna com capacidade de 52 mil litros de água, beneficiando cerca de 300 alunos que sofrem com o consumo de água salgada.

“Nossos alunos sofrem bastante com o consumo de água salgada. Essa cisterna vai contribuir muito com a qualidade de vida dos nossos alunos. Só tenho a agradecer ao Governo do Estado por esse olhar sensível. Estamos muito felizes”’, declarou Elisângela Oliveira, diretora da escola indígena Anísio Guajajara.

Só aqui no município de Jenipapo existe 128 comunidades indígenas, quase 8 mil indígenas, é a maior reserva indígena Guajajara do Maranhão. “Nós temos 95% do território indígena Guajajara aqui no nosso município, então esse olhar sensível do Governo para essa população é muito importante”, pontuou o prefeito Moisés Ventura.

O município de Jenipapo dos Vieiras recebeu também 3 kits esportivos com 306 itens incentivando a prática de esporte no município.

Acesso a Água

Acesso à Água Com investimentos de R$ 40 milhões, o Programa Cisternas – Segunda Água, que possibilita às famílias cisternas com capacidade de 25 mil litros, vai beneficiar um total de 4.067 famílias maranhenses com essa tecnologia social de acesso à água para produção de alimentos em 16 municípios. Além da construção das cisternas, os beneficiários recebem fomento para implantação dos arranjos produtivos com o objetivo de alcançar a plena eficácia do programa.

Dos 16 municípios que serão beneficiados com o Programa Cisternas – Segunda Água, oito estão inseridos no Plano de Ações Mais IDH. Serão beneficiados: Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú, Marajá do Sena, Belágua, Santana do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro do Maranhão, Paulino Neves, Amarante do Maranhão, Arame, Buriticupu, Nina Rodrigues, Presidente Vargas e Cachoeira Grande.

Como Funciona?

As águas pluviais são coletadas do telhadão por meio de calhas e armazenadas em cisternas de placas pré-moldadas de concreto, com capacidade de 25 mil litros, que constitui um reservatório cilindro e coberto. O reservatório, fechado, é protegido da evaporação, das contaminações causadas por animais e dejetos trazidos pelas enxurradas.

No caráter produtivo, as famílias podem investir no cultivo de hortaliças e na criação de suínos e aves. O caráter produtivo proporciona autonomia no consumo e geração de renda com a comercialização do excedente em feiras locais ou nos programas de compras institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

  • Fernando Ramos
  • 24/fev/2018

Lagoa Grande- Realizada mais uma compra do PAA e distribuída para famílias de baixa renda

28167937_1870944129607199_6865696681734673967_n

Na manhã desta sexta-feira (23), o município de Lagoa Grande do Maranhão realizou mais uma compra de alimentos através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O programa é oriundo do Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF).

O programa consiste na compra de alimentos produzidos por agricultores familiares, que depois da aquisição, são distribuídos em cestas básicas para famílias de baixa renda. Além da distribuição em cestas básicas, esses alimentos são destinados para o hospital, escolas, creches e CRAS.

A mais de um ano sendo executado em Lagoa Grande, o PAA é uma das principais fontes de renda para diversos agricultores e uma válvula de escape para muitas famílias de baixa renda que dependem de doação de alimentos.

Os alimentos distribuídos nessa semana foram: Peixes, hortaliças, frutas, verduras e legumes.

Toda essa ação é fruto do apoio do Governador Flavio Dino e do Secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

28167115_1870944249607187_3424578181701002147_n 28166873_1870944202940525_953364998503841466_n 28166429_1870944449607167_8994273525341711166_n 28166383_1870944319607180_1187321235297304319_n 28058381_1870944696273809_8898691368263804952_n 28166515_1870944489607163_4055014668387561473_n 28277022_1870944752940470_5930269710957699971_n 28279094_1870944392940506_2490052929672604331_n 28378564_1870944612940484_7222872347034264324_n

  • Fernando Ramos
  • 23/fev/2018

Prefeitura de Lagoa Grande intensifica recuperação de estradas e pontes na zona rural

GVOG2337

Apesar das fortes chuvas que atinge a região de Lagoa Grande do Maranhão, a Secretaria de Obras do município não parou no trabalho para garantir estradas vicinais acessíveis para o trafego na zona rural.

O Prefeito, Chico Freitas, esteve acompanhando mais serviços da Secretaria de Obras na estrada que liga a sede do município a área de assentamento do PA CIGRA. A mesma está passando pela recuperação da estrada e de pontes de madeiras.

Freitas destacou o trabalho e disse continuar trabalhando para melhorar ainda mais.

“Apesar das fortes chuvas, não paramos de trabalhar, estamos fazendo o possível para garantir o direito de ir vir de cada cidadão do nosso município, e garantindo que continuaremos trabalhando para melhorar a qualidade de vida da nossa gente”- completou Chico Freitas.

As obras de recuperação da estrada do PA CIGRA estão intensificadas, a previsão é que nos próximos dias seja concluída.

MALB6790 KJUF4631 CIVT2815

  • Fernando Ramos
  • 23/fev/2018

Plano Mais IDH transforma a vida de agricultores familiares do Maranhão

2018-02-23_12.56.44 (1)

O maior compromisso do Governo do Maranhão é o de tornar visíveis as pessoas que antes eram invisíveis. Neste contexto, o Plano Mais IDH é peça fundamental na construção do Maranhão de Todos Nós. Ele consiste em ações integradas com o objetivo de elevar a qualidade de vida dos 30 municípios maranhenses de menor Índice de Desenvolvimento Humano.

Na agricultura familiar, a evolução pode ser encontrada em todas as áreas. Através do Sistema SAF (SAF, Agerp, Iterma) várias ações têm sido desenvolvidas, melhorando a vida dos trabalhadores e trabalhadoras rurais. _“Cada cidade do Mais IDH possui três técnicos de assistência técnica e extensão rural que acompanham os agricultores familiares, auxiliando-os em sua produção. Permitindo que eles consigam mais renda, e consequentemente melhorem sua autoestima e sua qualidade de vida”_, atesta o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Casos como o de Dona Maria Inês, Dona Providência e Seu Mariano de São João do Sóter; beneficiários do plano que investiram seu fomento em frango de corte e horticultura; e o das beneficiárias Maria da Cruz e Maria da Paz, que recebem orientação dos técnicos para seu plantio em São Francisco do Maranhão, comprovam a eficácia do plano em melhorar a vida das pessoas. _“O grande bem do Maranhão é a sua população. E o pacto firmado pelo governador Flávio Dino é esse, de governar para quem mais precisa”_, afirmou Adelmo.

Amanhã (24), é o Dia D Mais IDH. 11 eventos simultâneos acontecerão com a realização de diversas atividades como: entrega de cisternas escolares e para produção, kits de irrigação, títulos de terra, feira da agricultura familiar, entrega do PAA para os municípios, ações do Sim, Eu Posso, atendimentos de saúde, e muito mais!

2018-02-23_12.57.28-1 (1)

  • Fernando Ramos
  • 23/fev/2018

Feira da Agricultura Familiar de município do Mais IDH completa um ano de sucesso

IMG-20180222-WA0351

A feira de agricultura familiar no município de Santana do Maranhão, município atendido pelo programa do Governo do Estado, o plano ‘Mais IDH’, completa um ano de muito sucesso. Em sua 27º edição realizada nesta quarta-feira, 21, os feirantes aprovaram o espaço onde comercializam seus alimentos fresquinhos, saudáveis e com preços acessíveis.

No município de Santana do Maranhão são atendidas 300 famílias que receberam fomento de R$ 2.700,00 reais para a implementação do sistema de produção, com destaque para criação de aves, pequenos animais e cultivo de hortaliças.

Com o resultado positivo da produção, que visa primeiramente a segurança alimentar e nutricional das famílias, o excedente da produção está sendo comercializada gerando renda e dignidade as famílias.

Dona Francisca Maria conta que sempre viveu da agricultura familiar que, junto com seu esposo criou sete filhos e tudo que produzia era para o consumo da família. Com a realização das feiras da agricultura familiar a situação financeira da família melhorou bastante e agora ela só tem um desejo: Que a feira nunca acabe.

Para a realização da feira o Governo do Estado, por meio do Sistema de Agricultura Familiar (composto pela secretaria de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural – AGERP e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – ITERMA) entregou 10 kits feiras composto por barracas, balanças, gaiolas, jalecos para as famílias que recebem acompanhamento e assistência técnica.

“É muito significativo o impacto do plano como um todo. As pessoas estão produzindo e comercializando produtos da agricultura familiar com incentivo financeiro e apoio técnico, as famílias estão recebendo kit feira para comercializar o excedente da produção porque quem planta, colhe e vende, gerando renda e dignidade. É essa transformação que estamos realizando na agricultura familiar do Maranhão”, enfatizou o secretário da SAF, Adelmo Soares.

“O Mais IDH é uma grande resposta para o Maranhão, é um novo olhar para quem era invisível. Renda, dignidade e qualidade de vida é uma realidade nos 30 municípios atendidos pelo Mais IDH”, finalizou Adelmo.

O engenheiro agrônomo do Sistema SAF, Jorge Ricardo, que acompanha as famílias no município de Santana do Maranhão, conta que não existia feira no município, que os alimentos vinham do Ceará e comercializados toda quinzena na cidade. Com a realização da Feira, que é uma iniciativa do governo do Estado em parceria com a prefeitura municipal, toda semana os agricultores familiares têm a oportunidade de comercializar sua produção movimentando a economia local.

“Além da geração de renda, as conquistas não param por aí. Nesse período os técnicos do Mais IDH, juntamente com a prefeitura municipal, conseguiram aprovar junto a câmara municipal o Regimento da Feira Livre da Agricultura Familiar, onde contém todas as orientações, direitos e deveres da prefeitura e dos feirantes”, explicou Jorge Ricardo.

IMG-20180222-WA0350 IMG-20180222-WA0352

  • Fernando Ramos
  • 22/fev/2018

Quintal produtivo em Lagoa Grande é o retrato positivo do trabalho da SAF no Maranhão

TMDK8696

Na manhã desta quinta-feira (22), o Prefeito de Lagoa Grande do Maranhão, Chico Freitas, esteve na comunidade Sindô II, Zona Rural do município, visitando o quintal produtivo da trabalhadora rural, Maria Teixeira. A visita foi para acompanhar o belo trabalho desenvolvido na agricultura através do quintal produtivo que foi implantado na comunidade.

O resultado positivo das chuvas, e a distribuição de sementes realizada pelo governo do maranhão através da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), no tempo certo, a produção de alimentos no município de Lagoa Grande do Maranhão vai bater recorde histórico.

Chico Freitas disse que essa produção só é possível através do trabalho dos agricultores, Freitas ainda destacou o apoio do Governador Flavio Dino e do Secretário Adelmo Soares.

“A produção de alimentos no nosso município será um recorde histórico, isso graças ao empenho dos trabalhadores e pelo importantíssimo apoio do Governador Flavio Dino, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar, e do Secretário Adelmo Soares”- Disse Chico Freitas.

Dona Maria Teixeira, Agricultora familiar, moradora da comunidade Sindô II a mais de 50 anos, disse que agora está vendo a agricultura se desenvolver e com isso aumentou a renda da família.

“Em todos esses anos, nos produtores rurais estava esquecidos, graças a Deus, agora estou vendo a agricultura se desenvolver, além disso, com a produção que faço no meu quintal, aumentei a renda da minha família e tudo isso sem gastar nada”- Completou, Maria Teixeira.

Diversos quintais produtivos estão sendo desenvolvidos no município de Lagoa Grande, mais de 300 agricultores já foram contemplados com sementes, kits de irrigação, fomentos e outros insumos. Além disso, toda essa produção é comprada pelo governo do estado através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), e destinada para hospital, creche, escolas, CRAS e famílias de baixa renda.

1 2 3